6 de mar de 2010

...


Aqueles momentos de complexidade sentimental estão de volta.
O que fazer?
Voltar ao tratamento? Ou confiar em sí mesmo?
Noites sem dormir, falta de ar, dores de cabeça sem explicação, e a profunda tristeza é o maior de toda essa liga de sentimentos que não levam a nada.
Ficar deitado todo o dia, em companhia dos programas de tv. Pensava ele que a tv lhe confortava. Ficava aéreo, fora da realidade. Fugia de responsabilidades, e de sí mesmo.
Fora de casa sentia-se normal. Trânsito, luzes, olhares e beijos.
Em casa voltava ao seu marasmo, a vida que lhe trazia a palavra "infelizmente" a tona, ao dia a dia!
Descrever a mescla de sentimentos seria inútil, algo faltaria.

3 comentários:

Ricardo Aiolfi disse...

+_+ sempre falta algo +_+

Jay e Alê disse...

Do que esse menino estará realmente falando? Dele mesmo? De suas venturas e desventuras? De suas fugas de si mesmo? De seu silêncio... do medo de olhar bem pra dentro de sim mesmo?
Afff quantas perguntas kkkk
Bju nosso.
Jay
Esteja bem.

EFS*** disse...

o mundo nunca está completo... mas apesar de tudo... estamos vivendo!

Gostei demais dos seus textos e do seu blog!

abraços!