29 de jun de 2010

Mais um mês partindo, vamos a média dos acontecimentos até hj.

Comcei o mês com expectativas diferentes, estava animado com outras coisas, quando como num estalar de dedos, tudo mudasse muito bruscamente. Tive que refazer meus planos. Planos refeitos, e do meio do mês pra cá, os dias se passam rapidamente.

Ótimo é que tudo está correndo muito bem. Estou feliz.



26 de jun de 2010

Tudo que QUERIA ter feito contigo.

ADORARIA ter assistido aquele filme 3D
ADORARIA assistir qualquer filme
ADORARIA ter curtido o Baile da Mangueira
SERIA um máximo subir a Pedra da Gávea
SERIA um prazer pular de azadelta
QUERIA ter andando de buggy nas areias de Buzios
QUERIA estar em um churrasco com os MEUS amigos na MINHA cidade


Tudo no PASSADO.

23 de jun de 2010


Felicidade é um estado de espirito, não um estado de ser constante.

Felicidade não depende dos outros, depende de vc mesmo.

Felicidade não se espera, se busca.


Estou constantemente feliz, por amar as pessoas que amo, por fazer as coisas que faço, por ter a capacidade de entender, que a única pessoa que pode me fazer feliz, é a que olho no espelho todas as manhãs.


O importante não e viver para que sintam a sua falta, e sim para que saibam como vale a pena estar ao meu lado.


Bom dia!!!!!


21 de jun de 2010

Primeiro e ultimo.

Engraçado como as pessoas são. Confundem sentimentos que não existem. Nunca existiram...

To carecaaaaaaaaa!!! Parei em frente ao espelho, e raspei...tirei todo o cabelo pesado que estava me incomodando, e to adorando a sensação...leve!!!






Baile

Pois bem.
Sábado fui pro Baile da Chatuba, aquele, frequentado pelo jogador de futebol Adriano. Levei meu chefe, um empresário Israelense, que estava acostumado com festas eletronicas ao redor do mundo. Falei pra ele que o levaria no verdadeiro Rio de Janeiro. A noite foi ótima, o poder paralelo mostrou como está forte. Armados até os dentes, os bandidos pediam "com licença", quando passavam por nós. E o funk rolando solto, proibidões de todos os estilos. Eu gosto mesmo. Há quem ache perigoso, há quem diga que isso não é normal. E o que e normal hj em dia? Entrar em uma boate, beber e tomar dezenas de comprimidos na pista? Sentar em um bar e beber uma caixa de cerveja com dois amigos? Gosto de saber de tudo que acontece nessa cidade, e os bailes de favela estão incluidos nessa curiosidade. Não gosto de ficar enfiado dentro de um estilo só. Dentro de uma boate por vários fins de semana. Não gosto do trivial.

11 de jun de 2010



Ele amava ela
Ela amava ele
Ele suspeitava dela
Ela suspeitava dele

Ela disse que dançaria
Ele não disse, mas a seguiria
Jogaram-se em torno de nós
Depois daquela noite, não dividiriam mais os mesmos lençóis.

Ele alegava devaneio
Ela esbravejava desrespeito
Foi para lá
Veio para cá.

Encontraram-se um tempo depois
foi que nem feijão com arroz
Ele amava ela
Ela amava ele...

7 de jun de 2010

Sobre viver.

Não viva a espera de grandes emoções. Tudo de bom acontece naturalmente, os cientistas defendem a criação do planeta Terra como um acontecimento natural. Tudo aconteceu por uma união de fatores. O universo estava passando por um momento extremamente denso e quente, daí, pode se dizer que surgiu a grande "Explosão", 13,7 bilhões de anos atrás. O Big Bang.
E assim segue a vida, combinações de fatores. Horas, lugares e situações, que são determinantes para que ocorra um determinado fato. Seja ele bom ou ruim.
Deixe as expectativas de lado, e crie uma meta, seja ela física, material, ou emocional, mas não deixe sua mente, tão inteligente, estagnada. Não se prive. Não mude seus valores. Crie novos conceitos. Desenvolva seu talento, todos temos um, é um presente.
Ouça muita musica. Escolha bem os seus cantores prediletos, o seu estilo musical. Esse será capaz de influenciar nos seus passos, acredite. A musica não depende de nada pra existir. E tudo o mais depende da musica. O teatro depende da musica, os relacionamentos são lembrados através de notas musicais. Já imaginou Jack e Rose, de Titanic, sem a sua inesquecível "My Heart Will Go On"? Deixe-se influenciar pelos sons a sua volta.


4 de jun de 2010

Quatro Patas

Foi em um verão de 1998, que eu acordei com as buzinadas da brasília do meu pai. Na época, a brasília era parte de nossa família, pescávamos todo fim de semana no Rio Macaé, principal reserva de água da cidade que segue o nome do Rio. Quando ele estacionou, abriu a porta do passageiro, e lá estava ela, raça não identificada, pelos hora aos montes, hora quase deixando a pele a mostra, mas eu, na carência dos meus 10 anos, ví naquela cadela, uma companheira que marcaria toda a minha vida.
Pampi! era seu nome.
Nas manhãs de sábado, nas pescarias, só se via Pampi latindo para os bois, correndo atrás dos cavalos, ela tinha muita vitalidade. Quando eu saía pelo bairro de bicicleta, ela ia atrás de mim, e era encrenceira, baixinha, dessas q gostam de arrumar confusão. Comia todos os meus chinelos no início. Ngm chegava perto, antes de ser consultado por ela. Cheirava quem fosse estar por perto o tempo que fosse necessário.
Quando completou 2 anos, deixamos ela ter a sua primeira ninhada, vieram 5 filhotinhos minúsculos, pareciam filhos de rato.
Os anos se passaram, e sua disposição deu espaço a uma cadela rabujenta, que andava reclamando pra todos os lados, mas que quando me via, lançava aquele olhar doce, que só eu e ela, sabíamos como era.
Quando viajávamos pra Sergipe, ela ficava na casa de uma vizinha, sendo cuidada, ficava com uma camisa minha na boca, o tempo que ficávamos fora.
Vieram então as minhas mudanças, Rio de Janeiro x Rio das Ostras, e ela ficava sempre me olhando do portão, quando voltava pra casa, ouvia seus latidos de felicidade virando a esquina. Conversávamos muito, na verdade eu, falava muitas coisas pra ela. Ela só se mantinha presente, lambia meu nariz vez em quando.
Já não a tenho mais, Com 11 anos seu latido não se ouviu mais.
Escreví sobre ela hj, pq ao levar minha outra cadela, filha de pampi a praia, pensei:

- Pampi adoraria estar ao meu lado.





Sem fotos de Pampi no momento, essa é de sua filha. Filhotinha. (o nome eh filhotinha mesmo)