31 de jul de 2009

Uma semana hj que cheguei ao Rio, confesso que as coisas não estão sendo fáceis, mas digo e repito que não vou desistir. Não posso.
Acho que essa angústia no meu peito vai passar quando eu começar a trabalhar, o que já está perto de acontecer, pelo menos foi isso que o gerente me prometeu na nossa conversa.
O que vocês precisam saber é que estou sendo muito forte, não estou me reconhecendo, em outra época eu já teria surtado com tudo isso, arrumado minhas malas, e voltado pra casa pra chorar no colo da minha mãe. Não posso nem lembrar dela que já me emociono, e eu como um bom chorão, não posso ver nada que me faça lembra-la, que já fico com os olhos cheios d'água.
Acima eu postei um desenho que fiz em um dos momentos mais difíceis, depois de um bom tempo sem desenhar nada, eu tentei expressar meu sentimento. Há quem cante, há quem toque, há quem escreva...eu tenho que retomar a minha prática, afinal de contas, esse é o grande motivo pra todo esse meu esforço, meu aperfeiçoamento em desenho. Eu vejo além dessa folha de caderno, e dessas linhas mal acabadas, aí eu vejo que meu talento não foi embora, incrível como são as coisas, fazia tempos que não conseguia definir uma linha de desenho, e no momento mais exaustivo até agora, eu conseguí definir um rosto. Melhor, conseguí definir um olhar, existe um olhar alí.
Pode ser que alguém comente que eu ando sendo muito melancólico ultimamente. O que tenho a dizer, é que eu retrato as coisas que vão acontecendo, e não vou ter medo de soar que algo está triste, é lógico, sem lamentações, pois ao mesmo tempo que há desordem emocional, há luta e perseverança, de que o sorriso que eu dou todos os dias, vai iluminar todos os lugares onde eu passar, e tudo vai valer a pena!


27 de jul de 2009

Coisa de quem já está

Segunda feira, já em solo carioca.
Cheguei na sexta feira sob forte chuva, e pelo forte engarrafamento já sentia como tudo seria difícil. O Rio totalmente parado, e eu a pensar na vida... Os anônimos personagens me fizeram companhia nas horas de espera, começando pelas "patricinhas" da Barra da Tijuca que não sabiam que podiam comprar uma passagem de ônibus em aberto. Depois, o pastor que profetizava sobre meus próximos dias, sinceramente, não ouví bem o que ele disse, estava com o pensamento distante. A chuva cessou, a fome bateu, e ví a Lapa. Passei a madrugada jogando sinuca, inevitável não lembrar dos meus companheiros de sinuca, Bruno e Rosana. A nostalgia bateu de verdade. A primeira noite foi sem sono. A noite de sábado foi estranha. Olhava pras luzes da boate, e só conseguí me divertir de verdade depois de algumas cervejas, muitos se mordem pra estar onde eu estava. Lindos dançavam na pista, e eu olhava tudo aquilo de uma maneira bem analítica. corpos exibidos nos queijos e drogas sendo livremente comercializadas nos banheiros. Parece que tudo que estava vivendo era novo, por mais que eu conhecesse todo aquele espaço. A Drag queen cantando o clássico de seu repertório, "Quenda na moral". Não foi o lado mais cultural que eu esperava ver no meu primeiro fim de semana, mas foi divertido. Aí sim eu dormí muito bem.
O dia de hoje será bem cheio, muitas filas...muita paciência.

23 de jul de 2009

Coisa de quem vai...

Procurei tanto jeito pra dizer, tantas formas pra expressar, ensaiei, fiz rascunhos e mais rascunhos, e no fim da semana o q ví foi uma montoeira de bolas de papel manchadas de caneta. Me lembrei da oitava série, eu era tão bom de redação, fazia a minha e a de meus amigos, e todos tiravam 10! Talvez fosse por não falar diretamente sobre minha vida!
Não sabia como me sentiria nessa noite de quinta, amanhã não estarei mais dormindo aqui... Finalmente chegou sexta feira. Já ando pela minha rua com aquele ar de nostalgia, hoje já me despedí de pessoas queridas. Tento me despedir de mim mesmo, de tudo que há preso neste lugar, não está sendo fácil, tive um dia extremamente cansativo, se não fosse por isso acho q não pregaria o olho durante a madrugada. Já vejo como isso está me afetando por estar aqui. Uma pessoa em circunstâncias normais já estaria dormindo. Acho que estou tentanto retratar meu estado pra mim mesmo. Tentando identificar que sentimento é este em meu coração. Hoje pensei em recuar, confesso, tive medo. Mas para que o medo se não para vence-lo?!
Estou embaralhando sentimentos, hora nostalgia, hora euforia. Essa noite vai passar logo, e daqui a pouco, eu já estarei lá, levantando meu pescoço para os arranha-céus, sentindo saudade de tudo que viví, e me maravilhando com tudo que ainda tenho a viver.


19 de jul de 2009

Olhar

Eu vejo tudo
Vejo pessoas
Vejo situações
Vejo indagações
Me surpeendo com o que já sei
Arregalo os olhos com o que já ví
Agradeço a minha unidade
Dou risada da minha independência
Percebo o quanto eu bebí
E na verdade é o tudo que me vê...




16 de jul de 2009

Fiz as pazes com Cazuza, ontem no videokê cantei "Exagerado", me soltei, brinquei e tirei 99!!! De uns tempos pra cá peguei uma birra com o cara, que não conseguia nem ouvir suas musicas, e depois de uma cerveja ou outra a gente esquece qualquer desavença, Cazuza voltou a cantar nos meus ouvidos. Só não tenho como encontra-lo nas pedras do Arpoador. Que é a primeira coisa q vou fazer quando chegar ao Rio, vou lah respirar aquele inspirativo ar, com a brisa do mar!
Faltam 10 dias pra me considerar um caipira no Rio de Janeiro, olhar pra Av. Rio Branco e me espantar com a profundidade do local, ver as horas pelo relógio da Central do Brasil, Me deliciar com os arcos da Lapa, e trabalhar, trabalhar, trabalhar, estudar, estudar e estudar!!!!
Vou me sentir muito sozinho em alguns momentos, longe de casa, mas vai ser uma experiência muito boa, to animado pra crescer, pra me tornar um cara mais responsável! É isso aí, mudanças são válidas, no final sei que vai dar tudo certo, vou contar minhas experiências por aki, assim, vocês meus amigos blogueadores poderão acompanhar como eh a vida de um garoto, que sai do litoral do Rio pra capital, em busca de realizações.

Viver é bom
Nas curvas da estrada
Solidão, que nada
Viver é bom
Partida e chegada
Solidão, que nada


(Solidão que nada / Cazuza)


7 de jul de 2009

Coisas de quem chega de viagem...

Não sou Roberto Carlos com "As curvas da estrada de Santos", mas sou Rond cantando "As curvas da BR 101"

Já conheço cada pedacinho q separam os 173 kilometros de Rio das Ostras ao Rio de Janeiro, todas as vaquinhas já dizem MU quando eu passo!
To muito cansado, hj na viagem eu vim com uma moça do lado, que se dizia dona de um restOrante...o papo foi indo pra um lado tão desconhecido do meu vocabulário, que em um momento eu juro q em vez de ouvir FLAGRA, eu ouví FRAGA!
Fraga seria uma danceteria aki da minha cidade q a dona do restOrante frequenta!
Chego de viagem, e a primeira coisa q vejo, é o caixão de ouro do Michael Jackson...Quanta Ostentação!!!
E o que foi Katiussia Canoro ontem no Jô Soares? Eu não sabia q akela MENINA tinha todo akele talento, pq pra fazer rir, tem q ter muito talento, congratulações a ela, e ao seu espetáculo, "É de graça, mas tem que pagar", como já disse em postagem anterior, talento é tudo! Distancia é gostosa! Falar errado não é o fim do mundo! E caixões de ouro não são pra qualquer um, todos podem ser Michael, mas Jackson, e enterrado a base de ouro 18, não se vê todos os dias...


2 de jul de 2009

Caê, Obama, Willian e Fatinha. (e o pato)

Eu cismei com aquela musica do Caetano, "Moça"...
Nossa mãe do céu. Num guento mais, jah tô a três dias com a musica na cabeça, não posso ver uma mocinha de cabelos longos que jah começo...
"Eu queeeeruuuuuuu me enrolaaaaar nos seus cabelos...."
Ainda bem que é Caetano!


O Presidente dos EUA, constantemente tem sido interrompido pela ala animal de seu país!
Depois de matar a pobre mosquinha com um certeiro tapa, ele teve o que merecia, a vingança veio a pato, e logo no momento que ele discursava sobre os direitos civís dos homossexuais. Será que isso não foi uma estratégia homofóbica da oposição? a fim de calar o presidente a berros de pato?! Não duvido.
Fui ver isso no "Ultimo Segundo"...eu tento ser mais culto entrando no ultimosegundo.com, é isso mesmo Rond?! (pergunta interna)
Não consigo mais entrar na internet sem me atualizar das notícias do mundo, como eu ia saber q o Corinthias foi campeão da Copa do Brasil? Não tenho mais paciência pro Bonner e pra Fatima, nada contra eles...muito a favor. O casal ícone do jornalismo brasileiro não se esquece nunca, Fatinha é tão íntima da família, mas nunca aparece pro bolo depois do "boa noite" =(



1 de jul de 2009

Talento

To aki me deliciando ouvindo "As curvas da estrada de Santos" com uma menina que canta no Raul Gil, Thalita. ESPETACULAR!!!! Mas antes de ouvir a Thalita eu tava ouvindo meu vinho predileto, a Paula Toller, cantando tbm "As curvas", recomendo!
É incrível como o talento surge na vida da pessoa, alguns mais visíveis, outros mais discretos, mas talento é talento, já me peguei várias vezes dizendo a mim mesmo que eu não tinha talento, hj em dia penso diferente, alguns talentos não são instantaneos, como a voz, por exemplo, que se descobre fácil, se vc tem talento ou não, eu demorei muito tempo pra me convencer que pra determinadas coisas eu tenho talento, canto não é uma delas, e olha q eu tentei...fiz aula de canto, bateria, violão, teclado e flauta...não me perguntem se eu sei tocar pelo ao menos um desses! Não sei! É questão de ir tentando. De não se entregar a falta de talento, Deus nos deu nossas mãos, não podemos usa las apenas para a força de trabalho, para tarefas que qualquer mão poderia fazer.
Toque seu instrumento, pinte sua tela, faça uma escultura, escreva, cante...Mostre a sí mesmo extraordinariedade! Como a Thalita...e a Paula!


Thalita Pertuzzati