21 de mai de 2010

Isso que conta.

A gente entende o quanto a gente perde da vida nos pequenos momentos.
Hj é sexta feira, minha primeira sexta depois do retorno.
Ontem, dia típico em Rio das Ostras, jogo do flamengo na rua do shopping, pra dar aquela moral pros amigos do colégio, sim, aqueles que eu deixei pra trás sem nem dizer adeus, mas como todos os bons amigos, me acolheram de volta sem nem tocar no assunto. Levei apenas uns bons cascudos, pra que eu não faça isso de novo. já conhecih a galera do pré vestibular. Tbm fui muito bem acolhido.
O engraçado de se andar no lugar onde vc foi criado, é que a cada esquina vc encontra alguém conhecido, e disso eu sentia muita falta. Falta eu sentia mesmo de colocar meus pés na agua salgada da praia, depois de tomar umas e outras, pra resfriar a alma. Tá sendo tudo muito intenso.
Fora as revelações! As revelações foram muitas, teve até declaração de "Eu sou gay". Soquei o Vidigal.
O engraçado, é que essa cidade tá cheia de pessoas novas, ontem mesmo, conhecí uns 8 garotos, e eu tava nuuuma simpatia de dar inveja a qualquer um, fiz amizade até com o dono do salão de beleza da frente de onde estávamos, resolví entrar e conversar. Agradei.
Apareceram tbm alguns pretendentes, mas não estava focado nisso, meu ego estava concentrado no jogo do flamengo (aquele que se engana).
Cheguei em casa beeem de madrugada, ouví coisas absurdas no caminho, não entendo pq deixei tantas pessoas bacanas pra trás. Me sentí depois de um bom tempo, em casa.

3 comentários:

shaaa disse...

nosso lar é onde a mente e o corpo entram em sintonia.

Jay e Alê disse...

Voltou :D!!!
Voltar sempre faz bem, quase sempre somos surpreendidos não é verdade?
Enfim te desejamos sucesso e equilíbrio aí....
Bju no coração!!!

Marcos Campos disse...

Realmente, se olharmos bem, no lugar onde fomos criados, tem muita gente que faz a diferença pra nós, que fora dali, não existem...
Boa semana!